Arduíno - Programação para todos robôs autónomos interativos
(CCPFC/ACC-105914/19)  

   

Modalidade:

 Curso de formação

Duração:

 25 horas presenciais
     
Destinatários:  Professores dos grupos de docência 240, 500, 510, 530, 540, 550, 600
     
Formadores:  Carlos Beleza
     
Local de realização:  AE Maia
   
Turma prevista: AE Maia
     
Critérios de seleção: AE Maia
   
:::::::::::::::::::::::::: PROG RAMA DA AÇÃO ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
   
Objetivos:

1. Conhecer o Arduino, associado a princípios elementares de eletricidade e eletrónica.
2. Aprender a programar com o Arduino (Wiring) e com Processing e/ou desenvolver didáticas para o ensino da Programação.
3. Identificar e usar sensores, atuadores e motores associados ao Arduino.
4. Construir e programar robôs, quer a partir de kits, quer a partir de materiais comuns, como lixo eletrónico, e/ou hackeando dispositivos.
5. Desenvolver um trabalho criativo de caráter artístico, científico e/ou de interação com robôs usando o Arduino como base.
6. Utilizar a plataforma Moodle, na mecânica da ação e na partilha e publicação de materiais e recursos.

   
Conteúdos:

1. Apresentação do Arduino e suas funcionalidades básicas – 5 horas
a. O microcontrolador Arduino
i. Características físicas
ii. Desempenho e limitações
b. Elementos de eletrónica e eletricidade fundamentais
i. LEDs
ii. Resistências
iii. Interruptores (pushbuttons)
iv. Potenciómetros
v. buzzers
vi. Sensores elementares: LDR, tilt
c. Princípios de Programação com o Arduino com estruturas fundamentais das linguagens de programação

2. Sensores de toque, movimento, distância, pressão física, flexão – 3 horas
a. Características dos sensores
b. Aplicações práticas para os sensores
c. Ligação dos sensores ao Arduino
d. Programação para leitura de dados
e. Articulação com Processing

3. Sensores estruturados: bússolas/giroscópios, pressão atmosférica, temperatura e altitude – 3 horas
a. Características dos sensores
b. Aplicações práticas para os sensores
c. Ligação dos sensores ao Arduino
d. Programação para leitura de dados
e. Articulação com Processing

4. Motores elétricos – servos e motores de rotação contínua – 3 horas
a. Componentes adicionais para a utilização de motores
b. Programação para os motores elétricos

5. Juntado as peças – 3 horas
a. Robôs em kit
b. Robôs a partir de componentes reciclados / dispositivos com funcionalidades elétricas

6. Trabalho final da ação – 8 horas
a. Criação / programação de robôs autónomos e interativos, quer a partir de projetos originais, quer usando os robôs disponíveis para a ação, cumprindo desafios propostos. Privilegiar a aplicação didática dos trabalhos.

   
Metodologias: Sessões teórico-práticas (apresentação, demonstração, programação, aplicação e execução):
1. Apresentação do Arduino e suas funcionalidades básicas – 5 horas
- apresentações teóricas – 1,5 horas
- montagem e programação – prática – 3,5 horas
2. Sensores de toque, movimento, distância, pressão física, flexão – 3 horas
- apresentação teórica – 1 hora
- montagens e programação – prática – 2 horas
3. Sensores estruturados: bússolas/giroscópios, pressão atmosférica, temperatura e altitude – 3 horas
- apresentação teórica – 1 hora
- montagens e programação – prática – 2 horas
4. Motores elétricos – servos e motores de rotação contínua – 3 horas
- apresentação teórica – 1 hora
- montagens e programação – prática – 2 horas
5. Juntado as peças – 3 horas
- montagens e programação – prática – 3 horas
6. Trabalho final da ação – prática – 8 horas
   
Regime de avaliação:

Os formandos serão avaliados nos termos definidos pelo Decreto- lei nº 22/2014 e Despacho n.º 4595/2015, tendo em conta os seguintes parâmetros/critérios: quantidade e qualidade da participação nas sessões presenciais e relatório individual de reflexão crítica, de acordo com o programa da ação e os artigos 16º, 17º e 18º do Regulamento Interno do CFAE maiatrofa.