Aprendizagem Cooperativa na sala de aula
(CCPFC/ACC-
105571/19)

   

Modalidade:

 Oficina de formação
   

Duração:

 14 horas presenciais + 14 horas de trabalho autónomo
   
Destinatários:  Professores dos ensinos básico e secundário e educação especial
   
Formadora:  Carla Silva
   
Número de turmas:  1
   
Locais de realização:  Turma 1 AE Levante da Maia
   
Cronograma:  Turma 1 - início a 4 de dezembro de 2019
   
:::::::::::::::::::::::::: PROG RAMA DA AÇÃO ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
   
Objetivos: No final da formação os formandos deverão:
- Ter adquirido conhecimentos acerca do que é a aprendizagem cooperativa e de como esta funciona;
- Ser capazes de desenvolver metodologias que possam, simultaneamente, dar alguns contributos para a promoção da qualidade do ensino e da aprendizagem e treinar estratégias que lhes permitam uma gestão diferente do trabalho em contexto de aula;
- Ser capazes de, de forma cooperativa, criar um conjunto de ferramentas de trabalho que promovam o desenvolvimento da aprendizagem cooperativa em contexto de sala de aula;
- Ser capazes de utilizar a aprendizagem cooperativa nas suas práticas pedagógicas.

   
Conteúdos:

Os conteúdos a abordar nas sessões presenciais (14 horas teórico-práticas) terão por base os seguintes temas:
• Apresentação da ação (1h)
• Conceito, fundamentação e desenvolvimento da aprendizagem cooperativa (2h)
• Como é que os alunos aprendem melhor? (1h)
• Características dos grupos cooperativos (1h)
• Tipos de grupos de aprendizagem cooperativa (2h)
• O papel do aluno e do professor (1h)
• O ensino das competências sociais (1h)
• Aprendizagem cooperativa: vantagens e desvantagens (2h)
• Métodos de aprendizagem cooperativa e planificação da intervenção pedagógica (2h)
• Avaliação da ação (1h)

   
Metodologia:

Presencial
Utilização de metodologia ativa, intercalando momentos de exposição teórica com momentos práticos;
Recurso a técnicas como o brainstorming, debates, discussão e análise de casos, realização de trabalhos práticos, partilha entre pares;
Elaboração, em grupo, de planificações de intervenção pedagógica com base na aprendizagem cooperativa.
Trabalho autónomo
Mobilização de competências e implementação de metodologias trabalhadas nas sessões presenciais;
Implementação, em contexto de sala de aula, das planificações de intervenção pedagógica com base na aprendizagem cooperativa;
Apresentação dos trabalhos da componente autónoma;
Elaboração de relatório individual, contendo uma reflexão sobre a formação.

   
Regime de avaliação:

 Os formandos serão avaliados nos termos definidos pelo Decreto- lei nº 22/2014 e Despacho n.º 4595/2015, tendo em conta os seguintes parâmetros/critérios: quantidade e qualidade da participação nas sessões presenciais e relatório individual de reflexão crítica, de acordo com o programa da ação e os artigos 16º, 17º e 18º do Regulamento Interno do CFAE maiatrofa.